Reciclagem e decomposição

A palavra da vez é, sem sombra de dúvidas, reciclagem. Reciclar significa transformar materiais usados em novos para serem consumidos novamente. A prática foi adotada quando as pessoas começaram a perceber que o lixo descartado não fazia bem ao planeta.

A partir dos anos 80, a reciclagem começou a ter mais destaque e aumentou significativamente. Governos e ONGs passaram a cobrar de empresas posturas responsáveis em prol do planeta e preservação do meio ambiente. Hoje em dia ter um local para depositar cada tipo de lixo já se tornou comum em várias partes do mundo.

A necessidade de transformação do que é considerado “descartável” para ser reutilizado aumentou muito nos últimos 30 anos devido ao crescimento da população e, consequentemente, dos resíduos produzidos por ela.

Thumb reciclagemO processo de reciclagem, além de benéfico para a população, também gera riquezas, uma vez que as empresas podem reduzir os custos reaproveitando um material utilizado anteriormente. Alguns dos materiais mais reciclados são o plástico, papel, alumínio e vidro.

Algumas pessoas usam a reciclagem também como forma de sobrevivência da família. Os catadores pegam as embalagens, latinhas e papelões abandonados por outras pessoas nas ruas e destinando-os para um local onde se realiza a reciclagem. Os centros de reciclagem pagam de acordo com o peso dos resíduos recolhidos.

Alguns supermercados e empresas de alimento também realizam coleta de plásticos. A cada garrafa pet reciclada, por exemplo, o cliente pode ganhar uma porcentagem de desconto na sua compra. Outros, quando levam a garrafa de vidro vazia, ganham uma cheia em troca por um valor reduzido.

 

Produtos eletrônicos

A tecnologia avança, e com ela o consumo massivo dos novos produtos, deixando para trás aparelhos já obsoletos. O problema é que muitos não sabem como descartar corretamente este tipo de material. Estima-se que até 2015 a produção de lixo eletrônico por pessoa seja de 8kg. Como o país tem 200milhões de habitantes, há de se perguntar onde depositarão tanto resíduo.

Muitos computadores antigos, celulares e até pilhas são destinados ao lixo comum. É aí que ocorre o maior perigo para o meio ambiente. O ideal é pesquisar em sites e descobrir o ponto de descarte mais próximo, para que o lixo tenha tratamento correto. Algumas lojas de eletrônicos inclusive oferecem latões específicos para este tipo de objeto.

Mas afinal, quanto tempo demora para que um objeto se decomponha na natureza? Alguns levam semanas, outros séculos. Um jornal, por exemplo, demora de 2 a 6 semanas para se decompor por completo. Embalagens de papel levam de 1 a 4 meses. Pontas de cigarro demoram 2 anos. Garrafas de plástico, um dos lixos mais descartados, se decompõe em mais de 500 anos.

O mais perigoso de todos os resíduos é o pneu. A borracha nem ao menos tem um tempo determinado para decomposição. Para um mundo melhor é de extrema necessidade a reciclagem. Só com um presente conscientizado teremos um futuro limpo.


*Créditos imagem: coberturadasnoticias.com

Banner hotsite cyborg